Hidratar o corpo, a missão: pote ou pump?

Sempre fui fã de hidratantes pump. Este, o Leite de Amêndoas, de L'Occitane, ilumina e firma. Nunca deixo acabar.

Sempre fui fã de hidratantes pump. Este, o Leite de Amêndoas, de L’Occitane, ilumina e firma. Nunca deixo acabar.

 

Sou prática. Gosto de ser prática. Até na numerologia, sou prática. Gosto de imaginar que consigo fazer mais tarefas que a maioria, por gastar menos tempo em cada uma. E por essas e por outras, sempre fui fã de hidratantes com embalagem pump. Só sai a quantidade de produto que você determina, é rápido, limpo, eficiente. Ia na loja, a moça oferecia o pote e eu dizia… não, obrigada.

Mas não é que colocar a mão no pote também pode ser uma delícia?

Mas não é que colocar a mão no pote também pode ser uma delícia?

Mas, de um ano para cá, descobri o prazer dos hidratantes em pote também (e minha caçulinha, que ama pingar o dedo no creme, teve parte nisso!). E uma vantagem: sua pele sai mais hidratada (e, sempre 3 minutos após o banho, ok?). E explico o motivo. Para começar, colocar a mão no produto dá uma sensação gostosa. Segundo, espalhar (sempre no caminho da drenagem, para facilitar a eliminação da retenção hídrica. Veja o jeito certo) fica mais fácil com esses cremes de textura mais rica. Terceiro, eles são mais potentes. E quarto, você acaba aplicando a quantidade realmente necessária. Ponto!

Amei o Firm Corrector, de Biotherm, que tem efeito firmador (amo produtos com dupla função), mas ele já está acabando...

Amei o Firm Corrector, de Biotherm, que tem efeito firmador (amo produtos com dupla função), mas ele já está acabando…

 

O próximo vai ser o Crème Riche Nourissante POur Le Corps, de Roger Gallet, sabor Gingembre, lançamento exclusivo da boutique da marca, em Ipanema, no Rio de Janeiro. Fragrância delicada e suave, hidratação extra.

O próximo vai ser o Crème Riche Nourissante POur Le Corps, de Roger Gallet, sabor Gingembre, lançamento exclusivo da boutique da marca, em Ipanema, no Rio de Janeiro. Fragrância delicada e suave, hidratação extra.

 

 

 

Rosto limpo

Não dá para escapar... Tem que tirar o make!

Não dá para escapar… Tem que tirar o make!

Depois de descobrir que dormir de maquiagem poderia adicionar uns bons anos ao meu rosto, e que lavar o rosto sem tirar o make era o mesmo que tomar banho vestida (ui!), mergulhei no mundo dos demaquilantes.

Confissão: sim, tenho preguiça de tirar o mínimo make que faço durante o dia, antes de ir para a cama. Mas encontrei uma solução para esse pequeno pecado.

Os lenços salvam a vida quando a preguiça é grande. Estes aqui, de L'Oréal Paris, podem ser usados até na região dos olhos!

Os lenços salvam a vida quando a preguiça é grande. Estes aqui, Triple Active, de L’Oréal Paris, podem ser usados até na região dos olhos!

Os lenços demaquilantes é uma delas. Limpam (inclusive make dos olhos) e, no geral, me animam para partir para o passo seguinte — a limpeza. Outra alternativa são os demaquilantes líquidos, que devem ser aplicados com um algodão e não precisam de enxágue.

Shiseido, Mary Cohr, Biotherm (amo!) e MAC: os quatro limpam a pele sem irritar e sem complicar (já que não precisam de enxágue).

Pureness, de Shiseido; Pure Instant Cleanser, de Mary Cohr; Biosource, de Biotherm (amo!) e Charged Water Cleanser, da MAC: os quatro limpam a pele sem irritar e sem complicar (já que não precisam de enxágue).

Aí, o certo mesmo é partir para a lavação (rs). Deixo sempre um gel de limpeza para peles sensíveis no boxe e outro na pia. No meu caso, o segredo para não escapar da rotina de beleza é… estar cercada por todos os lados!

A espuma de Vichy tem cheirinho floral. Cleanance, de Avène é mágico e delicado (nem sabão tem!). E Deep Clean, de Neutrogena é tradicional e resolve.

A espuma Pureté Thermale, de Vichy, tem cheirinho floral. Cleanance, de Avène é mágico e delicado (nem sabão tem!). E Deep Clean, de Neutrogena é tradicional e resolve.

 

Finalmente, hora de limpar o make dos olhos. E… cara limpa!